O que é sonoplastia? Qual sua relação com a locução? Ambas as funções têm destaque na área de Rádio, TV e Internet, primordiais para a produção de uma série de peças sonoras e faladas, sejam jornalísticas, de entretenimento, culturais, publicitárias, entre outros. Os profissionais responsáveis por esses segmentos possuem tarefas complementares, o que leva a estudá-las em conjunto, por isso você verá com frequência o curso de locução e o curso de sonoplastia interligados.

Entender tudo sobre sonoplastia e locução demanda muitas pesquisas, ainda mais quando se trata do universo radiofônico, veículo essencialmente auditivo em que é fundamental a utilização dessas técnicas. Neste artigo, preparamos um guia geral sobre as características desse meio e muitas dicas bacanas sobre cuidados com a voz, oratória, gravação e tudo que é pertinente para um bom locutor e sonoplasta.

Esse é apenas um tutorial básico, parte do que você encontrará no Curso Online Locução e Sonoplastia, um conteúdo completo e detalhado com as melhores fontes para seu aprendizado. Você pode aproveitar cursos a distância como esse para se capacitar, atualizar e até garantir um certificado final.

Além desse curso online, o Foco Educação Profissional possui uma diversidade de cursos online de prestígio, tanto da área de comunicação quanto de outros campos variados. Aprenda mais sobre locução e sonoplastia e uma infinidade de assuntos relacionados perfeitos para incrementar na sua formação pessoal e profissional.

Locução e sonoplastia: desvende em 8 módulos fundamentais

1. Gêneros e estilos radiofônicos

Para saber claramente o que faz um sonoplasta e tudo que se refere ao locutor, é necessário entender como funciona o rádio, um dos principais campos de trabalho para esses profissionais. É nesse meio que o narrador comanda muitas atrações e realiza gravações diversas, sempre com o apoio do sonoplasta (conhecido também como operador de áudio), que é responsável por toda a parte de efeitos sonoros, operação de mesa, mixagem e edições.

O rádio é classificado de acordo com gênero e estilos, não é por menos que existem emissoras de todos os tipos, algumas ligadas ao entretenimento jovem, outras mais informativas para público mais velho, rádios totalmente voltadas ao esporte, etc. Sendo assim, é importante conhecer todos os gêneros e seus formatos:

  • Jornalístico: focado na divulgação, apuração, análise e acompanhamento dos fatos, seja por meio de notícias, notas, boletins, entrevistas, comentários, crônicas, documentários, etc. Nesse gênero podemos incluir ainda os programas policiais, esportivos, os debates e mesas redondas.
     
  • Cultural e educativo: tem o objetivo de difundir conhecimentos, transmitir valores e promover o desenvolvimento humano e a cidadania. Trata-se de um segmento comum em países desenvolvidos, sem muito espaço no rádio comercial do Brasil atualmente – com exceção de rádios independentes ou públicas, como a Rádio MEC. Caracterizada por documentários, programas instrucionais e temáticos.
     
  • Entretenimento: um dos gêneros que mais cresce devido a versatilidade e flexibilidade de conteúdos, que abrange atrações voltadas à música, ficção, humor e comédia, além da interação com ouvintes, debates de uma variedade de assuntos, etc.
     
  • Serviço: um segmento de apoio às necessidades reais da população, com caráter de urgência e transitividade que o diferenciam do gênero jornalístico. As rádios comunitárias são um exemplo. Seus formatos principais incluem notas de utilidade públicas e programas de serviços em geral.
     
  • Publicitário: como o próprio nome revela, é o espaço destinado a comerciais de patrocinadores no rádio, com forte espaço dentro dos programas esportivos e de entretenimento – com anúncios, jingles, músicas, testemunhos ou propaganda direta realizada pelo locutor.
     
  • Propagandístico: esse gênero, por sua vez, é voltado especialmente à ação pública, geralmente por meio de campanhas governamentais relacionadas a temáticas de interesse coletivo. Alguns exemplos: propagandas eleitorais, peças de informação pública, etc.

Com essa classificação já é possível compreender melhor a grade de uma emissora de rádio e perceber que o locutor e o sonoplasta podem atuar em uma série de formatos diferentes. Portanto, é essencial estar aberto a uma ampla gama de assuntos distintos. Conheça mais sobre eles no curso de locução e em outros cursos a distância relativos, como o Curso Online Radiojornalismo‍.

Cursos relacionados que podem te interessar:

2. Segmentação das rádios AM e FM: público e formatos de programação

Você sabe quais são as diferenças entre as rádios AM e FM? É crucial entender todas essas características, pois os aspectos de locução podem variar bastante. O mesmo vale para quem deseja desvendar tudo sobre sonoplastia, pois cada segmentação apresenta pontos bem específicos quanto à estética de programação, formatos e público.

No primeiro caso, a AM (amplitude modulada) possui um alcance maior, porém uma resposta de frequência e qualidade de som inferior à FM. Justamente por isso, apresenta uma programação mais objetiva, voltada essencialmente ao diálogo, informação e a utilidade pública. Segundo Cyro César, autor do livro Como Falar no Rádio, a AM é formada por 70% comunicação e 30% música/publicidade, voltada a um público que prefere uma linguagem mais intimista e extensiva. Logo, a locução terá objetivos e técnicas bem direcionados – que você pode conferir melhor no curso de locução do portal.

Já a FM (frequência modulada) tem um som mais estéreo e agudo, com frequência maior e menor cobertura. De acordo com Cyro, sua linguagem é objetiva e direta, baseada na instantaneidade. O público é variado e não tão fiel quanto o da AM, em grande parte pela pluralidade de canais. Há emissoras bem específicas em um gênero musical ou um gênero radiofônico em si, embora todas abracem uma diversidade de formatos – entrevistas, notas, esportes, etc.

Com essas informações esclarecedoras – presentes com ainda mais detalhes no curso de sonoplastia e locução – você pode ter uma boa ideia de cada sistema e até delimitar o melhor para se trabalhar, caso deseje seguir uma dessas funções. Quanto mais informado e preparado, aumentam as chances de destaque em uma entrevista de emprego e de uma recomendação. Conte com bons cursos online com certificado para não ficar estagnado.

3. Conceitos de gravação e áudio

A rotina de gravação e áudio praticamente define o trabalho de um operador. Se você precisa compreender o que faz um sonoplasta na prática, esse tópico aborda algumas tarefas fundamentais desse especialista.

Atuante no estúdio de rádio e TV – bem como em outros ambientes e veículos -, o sonoplasta precisa dominar algumas técnicas básicas de gravação e áudio, como gravação de músicas, vocais, instrumentos, estéreo, mixagens, masterizações e edições. Além disso, há termos bem particulares que se referem à audição em si, na compreensão do som e seus elementos, como decibéis, compressores e áudio digital.

Há de se salientar também a importância da aparelhagem, do uso dos microfones, de toda a mesa de som e também dos programas utilizados para mixagem e edição. As funções do sonoplasta obrigam que o profissional seja empenhado, responsável e paciente, pois trata-se de um trabalho analítico e mutável.

Visto esse cenário, dá para entender porque é necessário saber o que é sonoplastia e, mais que isso, ter total noção de seus recursos. Um operador de áudio que se aperfeiçoa com um curso online e está sempre atualizado tem boas chances de atuar tanto no rádio quanto na TV, no cinema, nas mídias digitais, em teatros, igrejas, entre outros locais.

locução

4. Fisiologia da voz

Passamos agora para um assunto pertinente a quem visa se formar e aprimorar sua locução. O uso constante da voz demanda muitos cuidados e estratégias baseadas até em fisiologia, para que o locutor possa manter sua saúde vocal sempre impecável. Não é à toa que os princípios de fonoaudiologia são destacados no Curso Online Locução e Sonoplastia e demais cursos online similares.

A estrutura do sistema vocal é composta pelo aparelho fonador, as pregas vocais e o diafragma. Apesar de potente, ele é influenciado por muitos fatores adversos que prejudicam a voz, como alimentação, ingestão de líquidos gelados, tabagismo, poluição, intensidade do tom, etc.

A técnica vocal depende exclusivamente dos cuidados que se tem com todo esse aparelho. Maus hábitos são péssimos tanto para locutores quanto cantores, oradores e pessoas que trabalham com a voz. Do contrário, aquecimentos e treinos auxiliam no uso correto e eficiente - matéria destacada em nosso curso online que mostra tudo sobre sonoplastia e locução.

5. Oratória e técnicas vocais

Para esclarecer e te ajudar nessa pauta, selecionamos algumas dicas de oratória e recursos vocais que auxiliam o locutor antes da leitura de uma peça e da apresentação de um programa:

  • Ter naturalidade e não ser um personagem, o que pode soar falso e mecânico;
     
  • Pronunciar as palavras adequadamente e sem exageros;
     
  • Usar um vocabulário de acordo com o perfil do público para criar uma sintonia com os ouvintes;
     
  • Não falar nem tão rápido e nem tão lento, com um ritmo que mantenha o interesse do espectador;
     
  • Atentar-se à gramática;
     
  • Ter interesse e conhecimento no assunto abordado visando a comunicação assertiva;
     
  • Sentar-se e respirar corretamente.

Fique atento: além dessas e de outras dicas presentes na nossa aula de sonoplastia e locução, vale considerar nossos cursos a distância voltados à oratória também. Conheça e fortaleça seu aprendizado.

6. Interpretação de textos

Uma dificuldade para muitos locutores iniciantes é a correta interpretação de textos. Por se tratar de uma função com rotinas versáteis, há opções de todos os gêneros que devem ser transmitidos com total eficácia e coerência aos ouvintes – de uma crônica a um boletim, de um anúncio publicitário a uma notícia detalhada. O manual do locutor revela alguns macetes para interpretar textos com excelência, assim como muitos cursos online com certificado do Foco Educação Profissional, como o Curso Online Comunicação Escrita e Revisão Gramatical‍.

  • Conhecer o assunto que será abordado. É uma notícia? Leia preliminarmente e compreenda do que se trata para transmiti-la com naturalidade.
     
  • Ensaiar o texto. Geralmente o locutor recebe a pauta pronta da produção, mas pode adaptá-la a uma linguagem mais cômoda, desde que não altere seus objetivos.
     
  • Treinar a pronúncia correta das palavras, passando veracidade na informação e, claro, credibilidade.
     
  • Ler sem pressa e de modo interpretativo, sem encenações e exageros, ainda mais no caso de textos jornalísticos.
     
  • Ter sensibilidade e acreditar no que está lendo. Para isso, vale se reunir com os redatores para delimitar o padrão do conteúdo, de modo que fique agradável ao narrador.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

7. Língua Portuguesa – Dicas para não cometer erros

Se a interpretação textual é importante, imagine o uso correto da língua portuguesa? Definitivamente, não dá para errar nessa parte, você pode até perder trabalhos por conta de vícios de linguagem, pronúncias erradas e leitura ineficiente. Então, é primordial se atentar a esses fatores:

  • Uso do gerúndio: "estaria fazendo" e outros termos semelhantes são péssimos para uma locução de qualidade. Evite o gerundismo e seja direto.
     
  • Plural: muitas pessoas cometem erros nessa parte. O plural deve ser utilizado de forma equilibrada e eficiente. Evite falar “as coisa”, “as pessoa” e semelhantes.
     
  • Palavras estrangeiras: ninguém é obrigado a saber outras línguas, mas para o locutor se torna essencial pronunciar corretamente termos estrangeiros. Por isso, vale treinar antes para não passar vergonha ao vivo.
     
  • Jargões e gírias: devem ser evitados, ao menos que o programa permita seu uso. Em algumas atrações voltadas a um público mais jovem, até cabe, porem não se deve exagerar. No geral, é sempre bom falar no modo padrão, sem abusar de termos específicos ou de mau gosto.

Esses vícios cotidianos não chegam a ser um problema em nossas interações diárias, ainda mais em ambientes informais, porém, são inadmissíveis para quem visa trabalhar com locução. Aprimore essas técnicas e prepare-se previamente para não cometer erros crassos que prejudicam seu trabalho e sua imagem.

Dica: nosso curso online apresenta um conteúdo voltado a todas as necessidades do locutor, em complemento a aula de sonoplastia e tudo sobre as rotinas do operador de áudio. Um material perfeito para sua especialização, preparado por um setor pedagógico exclusivo e dedicado.

8. Dicas para usar o microfone

Agora que você já sabe o que faz um sonoplasta e como se moldar para ser um locutor prestigiado, é interessante considerar esse tópico que vale para as duas funções: o uso do microfone, um instrumento que demanda bons cuidados e manipulação:

  • Nunca bata no microfone para ver se está funcionando. Esse hábito é péssimo. Com o tempo, seus componentes se desgastam e o som fica “rachado”.
     
  • Nunca assopre. Além de anti-higiênico, deixa o microfone sujo e até cheirando mal.
     
  • Não precisa gritar ao falar ao microfone. Ele já é feito para amplificar a voz.
     
  • Nem tão perto e nem tão longe: tenha uma distância média ao falar no aparelho. Tem gente que tem costume de “engolir” o microfone, fato que prejudica o som.

O locutor deve saber todas essas regras e, no caso dos convidados, cabe ao operador de som e áudio orientá-los a respeito da utilização do equipamento. Essa é mais uma pauta interessante para você que deseja compreender o que é sonoplastia e locução na teoria e na prática. Aposte no curso de sonoplastia e tire todas suas dúvidas.

É sempre bom lembrar que os componentes do microfone são frágeis e o aparelho possui vários tipos: bidirecional, cardioide, omnidirecional, entre outros – desvende todos em nossa aula de sonoplastia!

Locução e sonoplastia: qualificação e aperfeiçoamento com cursos online

Se você ficou encantado com todas essas informações, gostou de entender o que é sonoplastia e detalhes sobre a rotina do locutor, prepare-se para se surpreender ainda mais ao realizar o Curso Online Locução e Sonoplastia. Formulamos um material excelente para te deixar pronto para o mercado de trabalho, um excelente complemento a sua graduação ou curso técnico.

Desfrute desse conteúdo e dos mais de 1000 cursos online com certificado do Foco Educação Profissional. Com um investimento único de R$69,90, você tem acesso integral a todas as capacitações do Pacote Master por um ano, sem se preocupar com mensalidades. Invista em sua formação e estude com autonomia, segurança, economia e liberdade.

Faça sua matrícula agora e comece a se qualificar com os melhores cursos online do mercado. Gostou do artigo? Comente e compartilhe. Boa sorte e até breve!